MedCliv

MEDCLIV tem como objetivo a criação de Centros Climáticos Mediterrânicos da Vinha e do Vinho para uma abordagem comum, interdisciplinar e transversal à consciência das mudanças induzidas pelo clima e às suas soluções. Uma abordagem inovadora para a gestão de problemas e soluções é a organização de “Living Labs”, eventos com planificação nacional onde diferentes pontos de vista das partes interessadas serão comparados e confrontados entre si, promovendo a fertilização cruzada de ideias. As “alavancas da mudança” serão impulsionadas por tais eventos, bem como pelos eventos de disseminação de conhecimento e aprendizagem; em particular, os eventos dedicados aos cidadãos terão como objetivo divulgar o conhecimento e a sensibilização para as questões das alterações climáticas na cadeia de valor da Vine & Wine (Videira e Vinho).

O setor do vinho tem um forte impacto econômico e cultural no estilo de vida mediterrâneo. Em regiões onde o cultivo da videira faz parte do patrimônio agrícola, econômico e cultural, as mudanças na cadeia produtiva do vinho podem afetar fortemente os aspectos socioeconômicos, a menos que medidas adaptativas sejam tomadas. O Ecossistema Orquestrado construído neste projeto visa a criação de Centros Climáticos Mediterrânicos da Vinha e do Vinho para uma abordagem comunitária, interdisciplinar e transversal à consciência das mudanças induzidas pelo clima e às suas soluções. A ideia é reunir os diferentes actores da cadeia de valor da vinha e do vinho (VWVC) de forma a partilhar know-how, ideias, soluções, perspetivas sobre os problemas comuns, já evidenciados nas zonas mais propensas, mas não impedindo o divulgação de novas oportunidades para áreas ainda não totalmente exploradas. Os materiais produzidos contribuirão para uma extensão da plataforma Agrisource existente, que criará uma subcategoria da base de dados geográfica especificamente dedicada à viticultura e enologia para o Mediterrâneo. Tornar-se-á assim o ponto de encontro “virtual” de todo o VWVC. Uma abordagem inovadora para a gestão de problemas e soluções é a organização de “Living Labs”, incubadoras de inovação nacionais ou subnacionais, onde as partes interessadas serão confrontadas, promovendo a fertilização cruzada de ideias. As “alavancas da mudança” serão impulsionadas por tais eventos, bem como pelos eventos de disseminação e aprendizagem de conhecimento no Chipre, Eslovênia, Itália (pólos N e S), França e Portugal; na Espanha – no momento – o projeto será mais orientado para as políticas. Já foram estabelecidos contactos com os demais países RIS mediterrânicos. A futura verificação para a subsistência dos polos será assegurada por modelos de negócios nacionais, para garantir a sobrevivência deles após o término do projeto.